20150621_192837 (1)

Check list dedicado: organizando vontades

20150621_192837 (1)

Seis da matina. Despertador anuncia ‘dia cheio’. Agenda planejada. Compromissos listados e projetos programados. Imprevistos arrematados. Agenda reorganizada. Certo? Errado, se a sensação maior for de insatisfação, de falta, ainda que submerso no completo. Lotado. Esgotado. Organizar vai sempre ultrapassar a capacidade de fazer “check list“, é também selecionar e focar as suas prioridades, os seus desejos. Isto se você não quiser arrumar apenas as falas do seu diário, mas também as vozes da sua mente, das suas ideias, suas vontades.

IMG-20150629-WA0006A vontade que temos, nós – AS IRMÃS DE PALAVRA – é de contar as histórias que vivem nas nossas cabeças e tomam toda a nossa atenção. Um desejo que aconteceu de um jeito para uma, e de outro, para outra. Não importa muito, simplesmente a escrita tornou-se uma força imperadora em nossos dias. E por tornar-se uma força imperadora não resolveu a questão de como colocarmos isso para o outro, para o mundo. Porque muita coisa tem que acontecer entre a sua vontade e a concretização dos seus desejos. E a linha divisória disso, chama-se “organização”. Ainda que essa “ordem” venha de fontes tão diferentes. Afinal, para arrumar também é necessário mexer, bagunçar, reorganizar!

A vontade é como a mãe- terra, o solo propício para criar vida. Mesmo onde não existia nada. Depois, o trabalho precisa ser feito. Seguindo algum método (próprio, orginal..) que gere resultados. É claro que tentam nos vender receitas de como chegar lá. Mas você já deve ter descoberto que isso é mais uma das enganações em massa. O caminho é seu. Você pode até pode – e deve – aprender com exemplos alheios. Eles, provavelmente, vão enriquecer o seu arsenal pessoal. Mas aí, você precisa inventar um trajeto para fazer as coisas que necessita cumprir no seu dia a dia, que você tem vontade. E que bom quando os dois são um só!

Para nós duas ouvir como outros escritores começaram suas carreiras literárias é fabuloso. São faróis em um mundo desconhecido. Só que como fazer em nossas vidas, é com as IRMÃS DE PALAVRA mesmo! Entra, neste momento, a questão do tempo para se dedicar à escrita, definir metas para as irmãs de palavra, escrever, ler e corrigir, fazer postagens do site, periodicidade, quem cuida do quê em nosso projeto comum, etc, etc, etc…

20150630_203950 (1)O tempo vai sempre parecer curto. O pódio da corrida! Quando, na verdade, é a rota do percurso. Rota que muitos dias vai ser, realmente, corrida. Mas também pode ser, relativamente, lenta. Ou na medida. Não importa o dia, é preciso seguir, como os ponteiros não param. De um jeito, ou de outro; o tempo passa. E ouvir os instintos da sua vontade pode fazer muita diferença em como marcar o seu relógio ou a sua própria agenda. Virada. Atualizada. Modificada. E por que não, até mesmo lotada. Como um dia, Virgínia Woolf disse ao se referir à vida que existe por todo canto e que revela as marcas das horas, noite após noite, você movendo-se ou não, “a luz das estrelas e a luz da lua e toda a luz do céu e da terra se apaga”. E acende. Sucessivamente.

Agora, falar de vontade e sonho é quase sempre bonito. Só que atentar-se à organização da coisa toda é tão importante quanto, para que seu desejo não seja mais um entre tantos que nunca acontece de verdade. Dia após dia!

* texto: Dany Fran e Kelly Shimohiro

* fotos: André Shimohiro, Kelly Shimohiro, Dany Fran

 

 

Dany Fran

Dany Fran

Autora de "Dias Nublados", jornalista.