okok

A noite estrelada de Izadora (por Dany Fran)

tumblr_m04eq28OQv1rq8h96o1_500[1]

Depois de tantas e longas noites, Izadora acordou com a sensação de que nesta noite não tinham lhe roubado os ossos. Como vinha acontecendo desde o verão de 2005. E aquilo foi vigoroso! Ela soube ali, que o impossível começa a acontecer.

Passar a noite com Paolo foi igual abrir as cortinas, após muitos dias escuros dentro de um quarto fechado. Bendita hora em que Izadora aceitou o convite das colegas para ir ao restaurante japonês. Bendito instante em que elas ignoraram sua dor. Perfeito segundo em que Paolo agarrou sua mão e a levou para um lugar ‘seguro’.

Foi quando os fantasmas de Izadora encontraram colo. Ela voltou a São Chico e derramou todo o seu pranto durante a madrugada inteira. Não poderia ter escolhido melhor cúmplice. E quando a última estrela perdia o brilho, desmanchada entre as pernas de Paolo, Izadora sentiu, pela primeira vez, depois de uma eternidade, um sopro de interesse acender.

images9HDL2FQZTrancafiou suas palavras. Cada uma acolhida por Paolo, com verdadeiro interesse. Mesmo interesse que ele tinha pela boca de onde elas saiam. E quando os lábios de Izadora relaxaram, ele disse tudo o que ela queria ouvir. Sem falar absolutamente nada.(…)

 

 

* o diálogo que inspirou esta história está no livro “Dias Nublados”, em breve em uma livraria bem perto de você!

Dany Fran

Dany Fran

Autora de "Dias Nublados", jornalista.