12

VIVA SUAS INFLUÊNCIAS! E DÊ O SEU JEITO NO MUNDO…

Capelinha

 

Somos como mundos dispersos. Particulares… Feitos de um modo de existir sozinho. Sendo o seu nome, seu guia, sua estrada.

Como moradas solitárias, vivemos nossas vidas. Erguemos nossas aspirações. Construímos nossas assinaturas e damos um jeito, de nos colocarmos no mundo.

E tudo isso sob a brisa dos ventos de nossas influências. Soma-se educação, cultura e situação. Eleva-se pensamentos audaciosos e subversivos de outros que chegam até você. Perpassam você e transformam você.

Viva as suas influências!! Mas dê um jeito, de ser seu próprio império no mundo.

As IRMÃS DE PALAVRA são como cabeças em trânsito, captando a música dos muitos cantos, em busca da própria. Alguns pensamentos que fazem o nosso pensamento ser mais nosso:

“Se eu pudesse lhe dar alguma coisa na vida, eu lhe daria a capacidade de ver a si mesmo através dos meus olhos. Só então você perceberia como é especial para mim. ” “Amuralhar o próprio sofrimento é arriscar que ele te devore desde o interior.” FRIDA KAHLO

 

Túnel do Terror

Não dá para ver nada

Está tudo escuro

De repente um grito

Um tiro no atrito

 

Eu sei que não é verdade

É tudo encenação

Mesmo assim tenho medo

Tem alguém segurando minha mão

 

Todo mundo para

Ninguém quer seguir

Contamos até três

Voltamos a prosseguir

 

A luz se apaga

A escuridão predomina

Saímos aos berros

O túnel termina

(Sofia Katsue Favoreto Shimohiro)

 

Afague

Meu cabelo

Sem rimas

Não é crime

Fazer clima

(Karen Debértolis)

 

“Realmente não me importo com qualquer coisa a não ser “divertido” – com a palavra divertido, sendo definida como algo absolutamente interessante. Aspiro escrever coisas que levem em conta o fato de que estamos todos morrendo. Portanto, não há tempo para sermos intelectualmente inflamados, não há tempo para sermos meramente espertos, não há tempo para sermos burros, ou pragmáticos, ou fartos. Essa é a esperança, de qualquer modo”. – George Saunders

 

“Há realidades que só a ficção suporta. Precisam ser inventadas para ser contadas”. “ A palavra é o outro corpo que habito. Não sei se existe vida após a morte. Desconfio que não. Sei que para mim não existe vida fora da palavra escrita. Só sei ser – por escrito”.  Eliane Brum

 

É ASSIM… UMA ONDA VIVA QUE CHEGA ATÉ VOCÊ PARA LHE INSPIRAR. E DEPOIS, VOCÊ SAI POR AÍ, PARA TRANSFIGURAR…

 

Kelly Shimohiro

Kelly Shimohiro

"Tudo é um ponto. E o ponto é você!" Autora de "O Estranho Contato".

  • Jary Mércio

    Muito bom e estimulante o texto.”Viver é muito perigoso”, já dizia o Guimarães Rosa na voz de seu personagem Riobaldo. Mas podemos transformar esse perigo em obstáculos, como os de corrida, que nos fortalecem para enfrentar a vida. Beijos!

    • Irmãs de Palavra

      Que bom você por aqui, Jary!! Grande beijo das IRMÃS DE PALAVRA!