20151016_135315

A estalagem da alma de Karen Debértolis

20151016_135315

Compreender o momento de tirar o coração de cena. Levá-lo à lavanderia da esquina para tirar as manchas dos erros: acreditar em mentiras, enveredar-se pelos olhos do amado, ficar esperando sozinha na sala de visitas. (…)  É noite em mim. (…) Ainda não tenho certo se vi mesmo minha réstia de alma refletida na alma d´àgua. (…) Por sorte tenho os pés ligeiros de criança e posso correr de mim mesmo. (…) Aprendi, então, a captar a alma das coisas. Não aprisioná-las. (trechos de A Estalagem das Almas)

Parada transitória. Um bom livro vai sempre ser um ‘mundo’ para caminhar. Ainda que se esteja nos labirintos da loucura desesperada pela perda do desejo, do amor; ou até quando a sanidade pede redenção à felicidade infantil que passa fome, sedenta por (novos) sentidos. Ler a prosa poética de Karen Debértolis é mais do que uma caminhada por palavras febris. É rastejar por universos até o seu pulsar. Latente. É disparar em direções viscerais e rasgar outras rotas. Mais distantes. Pra seguir transitando. Com largas passadas. Sem deixar os olhos se petrificarem ao passar pelas tempestades. De solidão. Ou outra imensidão!

Escritora e jornalista, Karen Debértolis, é um feliz encontro para as Irmãs de Palavra. Sarau. Sala de aula. Londrina. Rua. Toda e qualquer ‘estalagem’ em sua companhia é um fôlego à procura de histórias profundas. Em ‘A Estalagem da Alma’, as palavras de Karen com as fotografias de Fernanda Magalhães,  desnudam sensações vorazes com delicadeza cortante. Mesma intimidade com as letras, Karen consegue traduzir em seu CD ‘A mulher das Palavras’, onde poesia e música dialogam. Uma leitura performática que se alimenta não apenas de elementos do jazz, MPB ou soul music; mas da nossa própria alma. Deguste você também!!!

20151015_225105 20151015_223021

 

 

 

Dany Fran

Dany Fran

Autora de "Dias Nublados", jornalista.