20150924_174712

O PODER da (nossa) história!

IMG-20151023-WA0024

Histórias são labirintos traçados por palavras. Particulares. Alheias. Você já se perguntou, de onde elas  vêm? O que nos dizem sobre nós mesmos? Por que precisamos tanto delas? Como podemos usá-las para melhorar o (nosso) mundo? Uma boa narrativa faz a gente achar que viveu uma experiência completa, incrível. Ou ainda nos tira do conforto, o que pode ser fabuloso!

Uma das grandes histórias que contamos é a nossa. Todos nós fazemos isso, narramos a nossa própria vida. Em capítulos, escrevemos quem somos, o que fazemos, como mudamos, o que perdemos, o que escolhemos… nossos ganhos, nossas perdas, nossa trajetória de vida. E podemos, de repente, mudar o tom do nosso discurso. O que mais importa na nossa narrativa pessoal é encontrar nossa verdadeira voz. Quem você realmente é. O que você realmente quer. No que você realmente acredita. E construir, através das suas palavras, a sua vida. Sem repetição do discurso alheio, sem auto-enganação, sem uma pseudo-inovação… Inaugurando um jeito só seu de narrar o mundo, o seu mundo.

 Um conflito difícil de resolver. Pode ser um drama que vai te chamar para a maior aventura dos seus dias. Ou um enredo para enfrentar seus medos e realizar seus sonhos. Agora, que tipo de protagonista você tem sido? Que história tem escrito? ‘Leia’ sobre isto já! Por acaso, está gostando da sua própria narrativa? De um jeito ou de outro, ela é entrecortada. Vai sempre ser interferida pelo imaginário alheio. As experiências, os discursos do outro também modelam a sua história. Um labirinto vivo, que nos coloca em movimento, permite que a gente saia de nós mesmo para respirar prazeres e conhecimentos coletivos.

E no meio deste enredo todo, as histórias da literatura têm um poder mágico. Além de nos ajudar com nossa própria vida, nos fazer viajar em mundos criativos, nos emocionar com os mais variados desfechos; ampliam nossa linguagem e nosso conhecimento do mundo. Precisamos de mais argumentos para justificar a prática da leitura? Talvez sim, só mais um: ler é um grande prazer!

Prazer que as IRMÃS DE PALAVRA não estão se privando. E esta semana a FLIM – Festa Literária de Maringá, vai ser um espaço ideal para ‘ler’ e ‘viver’ histórias poderosas!

IMG-20151023-WA0025 IMG-20151023-WA0026

  • texto: Kelly Shimohiro e Dany Fran
Dany Fran

Dany Fran

Autora de "Dias Nublados", jornalista.