IMG_9574 - Cópia

Fragmentos do Medo – Microcontos

medo

A Garotinha

Quando eu deito, ela chega. Sempre quer conversar. Eu também gosto.

O problema são as unhas sujas de sangue. E o resto de carne humana que aparece entre seus dentes, sempre que ela ri.

 

A Melhor Amiga

– Oi.

Ai que fome!

Enfiei as mãos no bolso e dei para ela.

– Mas só isso!

– Amanhã arranjo mais, eu prometo!

Hum crocantes!falou, enquanto mastigava ruidosamente.

– Quero mais! faminta!

– Toma, come um dedo meu.

Os olhos dela brilharam. Ela comeu um, depois outro. Estava mesmo faminta.

 

A Boa Mãe

Foi há muito tempo.

Usei a agulha de tricô da minha mãe para tirar a coisa de dentro de mim.

Ninguém notou. Nunca. Nem depois de tantas décadas. Nunca.

Mas toda noite ele aparece. Deita entre os meus peitos. Ninguém o vê. Nunca. Seguro suas mãozinhas invisíveis e nesses momentos, sou uma boa mãe.

 

Kelly Shimohiro

Kelly Shimohiro

"Tudo é um ponto. E o ponto é você!" Autora de "O Estranho Contato".