IMG_20160318_175251

À ela, por ela e, valentemente, com ela!

Tinha de ser sobre ela!

IMG_20160318_175443IMG_20160318_175358 IMG_20160318_175251

Depois de um desastre assombroso, talvez, só ela resgate o que restou. Agora, por ora, uma brutal ineficiência para lidar com esse colapso. Acima de qualquer suspeita, até justiça pode ser obstruída. Ainda bem que nem mesmo ministro é blindado. Que comitês podem discutir impeachment. Que nas ruas cabem os 2 milhões e 600 mil sujeitos desempregados no último ano. Que não acreditamos em herói solitário. Mas botamos fé em grampo comunitário, soterrado em denúncias. Porque, afinal, ela deveria, mas nem sempre está em todo lugar.

E você, se não bate panela, não pinta a cara, também pode ser com você. E você, que vai à rua, berra sua indignação ou ecoa o que ouve da multidão; também pode ser com você. Em qualquer lugar. Discutindo ideias. Como fazemos agora. NÓS E VOCÊ. Conjecturando o que é de direito. Nosso. Inalienável. Um estado, um canto descente. Pra ela. Pro povo. Valente.

Porque é o que somos. Se assim desejássemos… se assim acreditássemos… se assim, nos esforçássemos… e se assim fizéssemos todos os dias!

Quando uma refinaria de R$ 85 milhões é repassada por mais de R$ 800 milhões. Atônitos, valente povo, resiste.
Quando o policial nos incita à propina. Valente povo, também resiste.
Quando nos oferecem vantagens desmerecidas. Valente povo, resiste.
Quando nos seduzem com promessas irreais. Valente povo, resiste.
Quando nos compram em cotas, em bolsas, em nomeações fantasmas, em viagens financiadas pelo dinheiro alheio, em prestígio corrompido. Valente povo, resite.
Porque fazemos passeatas e não podemos – não devemos – ser a corrupção banal e velada do cotidiano.
Valente povo, resiste.
Resiste à corrupção que aniquila. Ela. A CIDADANIA. Sua. Nossa. E de quem mais, valente, possa resistir!
* texto: Kelly Shimohiro e Dany Fran
* foto: Dany Fran
Dany Fran

Dany Fran

Autora de "Dias Nublados", jornalista.