capa_youtube_irmas

Provocações – Pausa – Diversão

É óbvio que todo tempo é o momento exato para você reiniciar e dar o start de que tanto precisa.  – BláBláBlá – Mas nem sempre funciona assim. E aí, os rituais podem, sim, ter uma função importante. Como uma linha divisória invisível, os rituais marcam o tempo de uma transformação pessoal. Um batismo do antes e depois. “Ah, mas não adianta, tudo vai continuar igual depois da festa de Ano Novo!”, dizem os céticos na apatia do nada-resolve-nada.

Bem, só se você quiser que seja assim!
O ritual é vazio se quem o pratica não o inundar de sentido (um sentido pessoal – talvez esse seja o zigoto da mudança: o tal sentido pessoal – e empenho – que se coloca nas coisas).
Pois bem, Ano Novo é um belo ritual pra quem quer mais do que virar um calendário, quer abrir o seu portal e arrebatar, limpar sua travessia. Uma chance detox. (Só para avisar: você pode fazer isso quando quiser, essa data é meramente convidativa…).
As Irmãs de Palavra aproveitaram quase sem querer, sem pensar muito, como uma proposta intuitiva. E a transformação: Letras e Histórias como instrumentos mortais de Provocação – Pausa – Diversão.
Já riscou um compromisso pra dar um abraço na amiga? Disse ‘não’ porque precisava terminar um trabalho? Parou de ler justo no capítulo que te engolia pra atender alguém? Aceitou uma transferência e mudou da cidade que mais gostava? O caminho estava difícil, limpou uma gaveta, e o dia simplesmente ficou mais leve? Podia ter sido uma ginasta, não ter pego uma estrada, ou mesmo ter falado o que sabia. Ou… Sentia! Podia ter calculado à risca ou apenas… Tomado mais uma gelada! Mas… E se uma escolha, pequena que seja, faça tudo se transformar? Talvez, desmoronar? E você, quer mudar o quê?
E depois de sonhar, acordar e ter o dia todo para realizar… If you want, you can…
20170106_153338
Texto de Dany Fran e Kelly Shimohiro
Kelly Shimohiro

Kelly Shimohiro

"Tudo é um ponto. E o ponto é você!" Autora de "O Estranho Contato".