post-mulheres-vale

Dê uma pausa e conecte-se!

de uma pausa

 e conecte-se!

Brasileiros já são quase os primeiros! EUA já eram. Estamos em segundo lugar no ranking de países que passam mais tempo ‘conectados’ aos apps. Baixando aplicativos. Perdemos apenas para Índia. É, deixamos o ‘tio Sam’ para trás, em terceiro posto. Pelo menos na pesquisa da App Annie, que analisa dados do Google Play.

E aí…

E aí que tudo bem se plugar aos aplicativos que facilitam sua rotina, que abrem fronteiras e expandem sua vida. Aliás, tudo MUITO bom até aí! Só não dá pra deixar à margem outras conexões. E o ponto disso, qual é?  Offline, uma vez ou outra. Isso, dê uma pausa e desligue o plug. Seu cérebro precisa de atenção. E da voz do irmão. E do som da rua. E da noite nua. E da conversa à toa. E das palavras todas, risadas soltas. E da parada crua. Do feijão e da oração. E do barulho do mundo. Tic-tac dos relógios em marcha. E dos pés descalços. E dos filhos em trânsito. E dos parentes distantes. Dos mortos e dos que vão vir. E das saudades, do choro e do silêncio. E das manchetes. Dos hits, dos fits, dos memes. E do contrário. E de todos os elementos, confusos. E dos fusos. Parafusos. Dos nomes, das perguntas, das respostas nunca obtidas. Incógnitas perdidas. E de poesia,  trama. O suspense do dia a dia. Dê uma pausa e conecte-se! Desligue o plug. Seu cérebro precisa de atenção. E de todas as mãos. Que juntas, formam uma só nação: você.

Offline ou online, as conexões nunca param, nunca terminam. Sabe aquele lance de pensar em alguém, pegar seu mobile e receber mensagem dessa pessoa quando começa escrever pra ela? Ficar atônita com o que aconteceu com a personagem principal no último capítulo e no mesmo dia vivenciar uma situação muito parecida, bem no meio da sua vida? Voltar a mexer em uma rede de contatos e do ‘além’ receber retorno de quem já não esperava mais? Coincidências para uns, sinergia para outros, milagres para poucos. Talvez não importe o nome que damos, o fato é que estamos sempre conectados, mesmo que não nos demos conta. Redes invisíveis atravessam você, basta ‘olhar’. Está aí o que talvez mais importe, você vê as conexões em volta de você?

 

IMG_6959 - Cópia

 

texto: Irmãs de Palavra

foto: André Shimohiro

Kelly Shimohiro

Kelly Shimohiro

"Tudo é um ponto. E o ponto é você!" Autora de "O Estranho Contato".