bienal 2

Dê uma pausa e… vá ler! – uma história sobre “Faz o teu, mulher”

de-uma-pausa-300x153

e… vá ler! – uma história sobre “Faz o teu, mulher”

 

Se o tempo não ajuda, usamos o guarda-chuva. Se nos afundam, apresentamos ao  mundo o bote salva-vidas. Se escrevemos errado, inventamos o corretivo líquido. Se nos matam de sede, levantamos o primeiro copo de cerveja. Se nos escondem segredos, criamos um sistema de comunicações secretas de alta frequência (e depois vem o Wi-Fi). Se esmagam nossos desejos, voamos. Se nos impedem de sonhar, preferimos os pesadelos. Se dizem que não podemos, cultivamos maçãs. Se nos apunhalam e violam, surgimos como ‘Marias da Penha’, nos vestimos de preto e não recuamos mais. Se preferem as garotinhas comportadas, dançamos nuas. Se pisam em nossos pés, arrancamos os scarpins e desfilamos descalças. Se não abrem portas, cavamos outro espaço.

” Conceição tinha vinte e dois anos e não falava em casar.

As suas poucas tentativas de namoro tinham-se ido embora com os dezoito anos e o tempo de normalistas. dizia alegremente que nascera solteirona.

Ouvindo isso, a avó encolhia os ombros e sentenciava que mulher que não casa é aleijão…

– Esta menina tem umas ideias! 

Estaria com razão a avó? Porque, de fato, Conceição talvez tivesse umas ideias, escrevia um livro sobre pedagogia, rabiscava dois sonetos, e às vezes lhe acontecia citar Nordau ou Renan da biblioteca do avô”. (trecho de O Quinze – Raquel de Queiroz)

“Faz o teu, mulher! Ide ao mundo e realiza-te.”

É uma profecia antiga, que todas nós conhecemos. Toda mulher sabe que precisa ir ao mundo se realizar. E não é o que fazemos, desde o começo? Nós resistimos, sobrevivemos e criamos vida. Tudo isso porque conhecemos o segredo que a profecia completa guarda. “Faz o teu, mulher. Ide ao mundo e realiza-te. Não temas, pois és imortal. Toda mulher vive dentro da outra e da outra e da outra. És o fio da vida, mulher. Infinito e universal. Ide ao mundo e faz o teu, junto do homem, da terra e de tudo que cresce nela.”

texto das Irmãs de Palavra

mulher

Kelly Shimohiro

Kelly Shimohiro

"Tudo é um ponto. E o ponto é você!" Autora de "O Estranho Contato".