de uma pausa

Dê uma pausa – hoje a história é filha da MÃE!

de-uma-pausa-300x153

A história hoje é ‘filha da MÃE’!

Algum dia nos disseram que se cria filho pro mundo. Bobagem, se cria filho porque sim… Amor não se explica e nem se aplica. Existe. Fim.

Algum dia suas horas de sono são todas picotadas, sua agenda fica lotada e o tempo, bem, o tempo não tem importância. O nome desses dias é dedicação. Ponto. É assim ou não?

Algum dia suas festanças mudam para o meio da tarde, e a adrenalina vai parar no parquinho da esquina. Você ri das palavras que o filho soletra errado. Quem ia imaginar que sua alegria podia vir daí? Quem?

Algum dia seu filho cresce e você logo volta a ficar sozinha. Tudo bem, mãe. Ainda bem, mãe.

Algum dia os cabelos penteados, ingressos comprados, as mochilas pesadas e cadernos encapados ficam todos para trás. Algum dia a importância disso vira coragem nos olhos do filho, vira audácia quando seu filho reage e não se submete, vira amor quando seu filho se lança feliz na vida dele.

Algum dia sentiremos saudades das tardes com cheiro de bolo e filmes bobos na TV, das marcas de crescimento que rabiscamos na parede, das bolas espalhadas, dos laços perdidos, de tê-los bem pertinho. Saudades de mãe. Tudo bem. Estamos bem.

Algum dia seu filho entra pela porta tão adulto, tão bonito, tão cheio de ideias, tão diferente. Nesse dia, todos os outros farão sentido.

Algum dia uma das Irmãs de Palavra comprou o livro Algum dia (Alison Mcghee e Peter. H. Reynods, 2007), despretensiosamente para a filha do meio. E esse livro tão delicado e bonito, foi passando por toda família. Algum dia virou até leitura de mãe para os filhos. Porque algum dia desses, a gente precisa parar tudo que estiver fazendo pra dizer: Mãe, obrigada por todos os seus dias. Algum dia fomos felizes. E esse dia, só pode ser hoje! O resto é história (e a gente adora)!

texto das mães, Irmãs de Palavra

mãe

Dany Fran

Dany Fran

Autora de "Dias Nublados", jornalista.